IBGE prevê safra de grãos 30,1% maior que a de 2016

A estimativa de junho de 2017 para a safra nacional de cereais, leguminosas e oleaginosas chegou a 240,3 milhões de toneladas, com alta de 30,1% em relação à obtida em 2016 (184,7 milhões de toneladas), um aumento de 55,6 milhões de toneladas. A estimativa da área a ser colhida (61,0 milhões de hectares) subiu 7,0% frente à área colhida em 2016 (57,1 milhões de hectares). São esperados recordes na produção da soja (114,8 milhões de toneladas) e do milho (97,7 milhões de toneladas). Em relação a 2016, houve acréscimos de 2,3% na área a ser colhida da soja, de 17,7% no milho e 3,6% no arroz. Já a produção subiu 19,5% para a soja, 14,9% para o arroz e 53,5% para o milho.

Em relação às estimativas de maio, a produção aumentou 1,7 milhão de toneladas (0,7%) e a área cresceu 117,4 mil hectares (0,2%). O arroz, o milho e a soja, principais produtos deste grupo, representaram, juntos, 93,5% da estimativa da produção e 87,8% da área dólar hoje a ser colhida. A publicação completa da pesquisa pode ser acessada aqui.

Comparando-se as estimativas de maio e junho, os destaques foram: amendoim 1ª safra (26,2%), cebola (5,7%), batata-inglesa 2ª safra (4,5%), batata-inglesa 3ª safra (2,3%), batata-inglesa 1ª safra (1,6%), milho 2ª safra (1,3%), soja (0,8%), milho 1ª safra (-0,4%), feijão 3ª safra (-1,4%), feijão 2ª safra (-3,9%) e amendoim 2ª safra (-54,3%).

AMENDOIM (em casca) – A estimativa de junho, para a safra nacional 2017, informa uma área a ser colhida de 149,4 mil hectares, com uma produção de 541,2 mil toneladas e um rendimento médio 3.622 kg/ha, maiores, respectivamente, em 8,8%, 21,3% e 11,4%, quando comparados aos dados do mês anterior. A região Sudeste é responsável por 94,3% da produção nacional. São Paulo, maior produtor do país, com 92,5% de participação no total nacional, obteve uma estimativa de produção de 500,8 mil toneladas, numa área a ser colhida de 130,1 mil hectares e um rendimento médio de 3.851 kg/ha, maiores, respectivamente, em 23,5%, 10,1% e 12,1%, quando comparados aos dados do mês anterior. As condições climáticas favoráveis e o aumento do plantio do fifa coins brasil amendoim em áreas de renovação da canaviais antigos foram fundamentais para o aumento da produção.

BATATA-INGLESA – A estimativa da produção de batata-inglesa deve alcançar 4,1 milhões de toneladas este ano, aumento de 2,6% em relação ao mês anterior. A área plantada e a área a ser colhida apresentam aumento de 1,9%, enquanto que o rendimento médio apresenta crescimento de 0,6%. Cultivada em três épocas distintas no Brasil: verão (1ª safra), outono (2ª safra) e inverno (3ª safra), as lavouras exigem clima ameno, boa disponibilidade de água durante o ciclo e rigoroso controle de pragas e doenças.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *